Categoria: Livros

Três pedidos no Pelourinho

Quem não gostaria de encontrar uma lâmpada mágica da qual, após algumas esfregadas, sairia um gênio disposto a realizar três desejos? Bem, diante das várias crises que vivemos, talvez fosse um alento encontrar um gênio que realizasse ao menos um único desejo. Ou, vá lá, encontrar somente uma lâmpada de ouro que, vendida ou empenhada,

Os fatos, de Philip Roth

Há pouco mais de dois anos foi lançado, aqui no Brasil, o livro “Roth Libertado – O escritor e seus livros”, de Claudia Roth Pierpont, uma biografia de Philip Roth. Elogiadíssimo nos Estados Unidos, o trabalho de Claudia Pierpont (que, apesar do sobrenome do meio, não tem nenhum parentesco com o biografado) é um prato

O próximo da fila, de Henrique Rodrigues

Tenho lido, nos últimos meses, diversos livros de autores nacionais (romance ou contos), mas não havia sentado para escrever sobre eles. É o que tentarei fazer a partir de agora. Uma das coisas que mais me surpreendeu em “O próximo da fila” (Record, 2015, 192 págs.), primeiro romance do escritor Henrique Rodrigues, foi a sua

O apanhador no campo de centeio, de J. D. Salinger

O que escrever sobre um clássico? Já não disseram tudo sobre ele? Bem, na verdade, não. Afinal, não existem leituras iguais. Milhões de pessoas leram “O apanhador no campo de centeio” (trad. de Álvaro Alencar, Antônio Rocha e Jório Dauster), e cada uma dessas milhões de pessoas fez uma leitura diferente. No meu caso, a

Lembranças de livrarias

Todo leitor analógico inveterado tem boas – ou más, vai saber – lembranças de livrarias. Além de ser um leitor analógico inveterado, tenho o que talvez possa ser chamado de fetiche por livrarias e, quando viajo, faço o possível para conhecer no mínimo um estabelecimento na cidade. Pois bem. Nos últimos dias, aconteceu aqui na

A viagem de James Amaro, de Luiz Biajoni

Acontece com todo mundo: duas pessoas estudam juntas, têm uma relação de amizade nos tempos de escola e/ou colégio, o tempo e as circunstâncias os afastam e, se não se encontrarem por acaso, pode ser que cheguem a esquecer um do outro. O que não acontece com todo mundo é, depois de uma tragédia na

Fluam, minhas lágrimas, disse o policial, de Philip K. Dick

“Fluam, minhas lágrimas, emanem da fonte!/ Deixem-me, para sempre exilado, a lamentar;/ Onde canta sua infâmia a ave negra e triste,/ Deixem-me viver com meu pesar.” (Philip K. Dick) Jason Taverner é um famoso cantor e apresentador de tevê que vive em Los Angeles. Certo dia (certa noite, na verdade), após a exibição de mais