Mês: julho 2013

Minha primeira crônica

Já disse outras vezes por aí e vou repetir: meu gênero literário predileto é a crônica. Muito por causa das minhas primeiras leituras feitas “a sério”, digamos assim – ou, melhor dizendo, feitas conscientemente, sem a imposição de professores do colégio ou mesmo da faculdade. Entre essas primeiras leituras estão obras de Fernando Sabino, Carlos

Laços, de Vitor Cafaggi e Lu Cafaggi

Assim como milhares de pessoas, cresci lendo os gibis da Turma da Mônica, e durante anos me diverti com os personagens criados pelo Mauricio de Sousa. Com o Cebolinha trocando os “erres” pelos “eles” e bolando os mais mirabolantes planos infalíveis contra a Mônica, o Cascão com seu pavor de água, o Chico Bento fugindo

Anthem, dos Hanson

Esqueça aqueles três pentelhos de longos cabelos loiros cantando “Mmm bop, ba duba dop/ Ba du bop, ba duba dop/ Ba du bop, ba duba dop/ Ba du”. Aliás, não, não esqueça. Lembre-se deles. Estando onde estão hoje, é bom ter em mente de onde eles começaram. Estou, é claro, falando dos irmãos Hanson, que

Battle Studies, de John Mayer

* Quando escrevi sobre “Battle Studies”, em maio de 2010, eu estava empolgadíssimo com o disco. Agora, pouco mais de três anos depois, ganhei de minha noiva o CD físico – sim, admito: eu tinha feito o download, mas com a intenção de comprá-lo depois, claro; só que esse depois acabou não vindo por “n”